(48) 3901-2000
vendas@unilimoveis.com.br CRECI 1162J

5 coisas que não te contaram sobre Florianópolis

16 maio 2019

5 coisas que não te contaram sobre Florianópolis

Está pensando em se mudar para a Ilha da Magia? Ótimo! Eis o momento ideal para pesquisar todas as características sobre a cidade, incluindo custos, estilo de vida e outras curiosidades para chegar preparado e bem informado.

Para te ajudar nessa tarefa, conheça 5 coisas que não te contaram sobre Florianópolis, mas que você realmente precisa saber.

1. Florianópolis é considerada o Vale do Silício brasileiro

Já até publicamos um post para falar sobre esse assunto. Além de ter um dos melhores índices de desenvolvimento humano do país, Florianópolis é uma cidade que ama e apoia fortemente o empreendedorismo.

E esse título de “Vale do Silício brasileiro” não vem à toa: por aqui nascem muitas startups – e algumas delas já se tornaram empresas líderes em vários segmentos de tecnologia e que andam recebendo aportes de investidores até mesmo do exterior.

Segundo a Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), a cidade já abrigava em 2018 mais de 900 startups e mais de 16 mil empreendedores. Juntos, o faturamento ultrapassa a casa dos R$ 5 bilhões, um número quatro vezes maior que o retorno que o turismo traz para a ilha.

Então, se você está pensando em abrir um negócio ou construir carreira em uma startup, o lugar é aqui!

2. Florianópolis é uma cidade com muitos engarrafamentos

Olha, poderíamos escrever um e-book com centenas de páginas sobre as vantagens de se viver em Florianópolis – mas o trânsito não é uma delas.

Até abril de 2019, dados do Detran indicavam que a frota total de veículos na cidade era de 356.982. Se levarmos em consideração que trata-se de uma ilha e que o IBGE afirma que já exista 492.977 habitantes, dá para entender o nó que o trânsito dá em horários de pico e também em dias de chuva, não é mesmo?

Durante a alta temporada, a coisa se complica ainda mais, principalmente nas vias de acesso em direção às praias.

Eis os principais horários de pico:

  • A partir das 7h da manhã, no sentido praias;
  • Entre 11h e 13h30, no sentido Centro;
  • Entre 14h30 e 15h30, no sentido praias;
  • Após 18h, no sentido Centro.

Então, fica a dica: se você está de mudança para Florianópolis, tente encontrar um imóvel próximo ao seu local de trabalho, ou tenha um bom planejamento para não sair em horários de pico. A sua vida será bem mais prática, pode acreditar!

E por falar nisso:

3. Florianópolis tem muitos bairros ótimos para se viver

Outra coisa que talvez não te contaram sobre Florianópolis é que existem ótimas opções de bairros para todos os estilos de vida. Sim, a pequena Ilha da Magia tem lugares que se encaixam em todos os gostos. Quer exemplos?

  • Se você procura por sossego e natureza, o Campeche pode ser um lugar excelente. Ou, talvez, em Jurerê, que reúne bons parques e áreas verdes;
  • Se aprecia uma vida mais movimentada, então a região central da ilha é uma boa opção por reunir um forte comércio, uma grande concentração de lojas, shoppings e escritórios, sem falar nas opções de lazer;
  • Quer viver em um local onde talvez nem precise de carro próprio, com uma vista deslumbrante e moradores amigáveis? A Lagoa da Conceição pode ser o seu paraíso na Terra;
  • Gosta de viver perto de construções históricas e cheias de riquezas culturais? Uma das opções é o Ribeirão da Ilha, cheia de casas de arquitetura açoriana, praias sossegadas e uma ampla riqueza gastronômica.

Aliás, saiba aqui quais são as melhores praias de Florianópolis, segundo os próprios moradores.

4. Florianópolis não é tão quente quanto parece

Olha, estamos em uma ilha no Brasil, mas isso não quer dizer que faz sol e calor o ano inteiro. Muito pelo contrário. De característica subtropical, a temperatura média anual gira em torno de 21ºC.

Por aqui, o verão até faz altas temperaturas (que podem chegar a cerca de 30ºC), ou seja, faz aquele clima quente típico com possibilidades de chuvas durante a tarde.

Mas em Florianópolis, os dias frios costumam durar por mais tempo, com seus ventos fortes, já que o Sul do país é passagem de muitas frentes frias ao longo do ano. A temperatura nessas épocas pode chegar a 8ºC.

Então, se você gosta de aproveitar os dias quentes do verão, mas também curtir temperaturas mais baixas, a Ilha da Magia é perfeita.

5. Florianópolis tem custo de vida alto

Não é segredo para ninguém que toda a beleza, segurança e opções de lazer, de estudos e de trabalho tem seu preço aqui em Florianópolis, como já dissemos neste post aqui.

A ilha está entre as 10 cidades mais caras para se morar no país, e, segundo dados do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o preço da cesta básica é a quarta mais cara do Brasil, cujos valores chegaram a R$ 437,55 em dezembro de 2018. Isso significa 47,66% do salário mínimo.

Mas é importante lembrar: o custo-benefício de se viver em Florianópolis certamente compensa essas despesas, ainda mais se você estiver vindo de grandes capitais, que, além de caras, também sofrem com a violência urbana.

Aliás, não vai ser nada difícil você encontrar moradores que vieram para cá em busca de segurança e tranquilidade para suas famílias. Nós realmente temos qualidade de vida, além de outras 9 razões que justificam viver aqui.

Então, a ideia é planejamento, e o primeiro passo é definir o melhor local para você morar, que atenda às suas necessidades e diminua os custos fixos.

Nesse caso, nós podemos te ajudar! Vamos começar conferindo qual é a documentação necessária para a compra de um imóvel. No final do post, colocamos um link para você tirar todas as suas dúvidas conosco. Até a próxima!

Um comentário em “5 coisas que não te contaram sobre Florianópolis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *