(48) 3901-2000
vendas@unilimoveis.com.br CRECI 1162J

Morar em Florianópolis ou Rio de Janeiro?

18 mar 2020

Morar em Florianópolis ou Rio de Janeiro?

Apesar da distância que as separam – 1200 quilômetros ou 1 hora e 30 minutos de avião –, Rio de Janeiro e Florianópolis parecem irmãs com belezas exuberantes e praias de tirar o fôlego. 

De um lado a Cidade Maravilhosa, mais famoso cartão-postal do Brasil, que atrai pelo visual deslumbrante e receptividade dos cariocas. Por outro, temos Floripa, como é chamada carinhosamente pelos manezinhos ou nativos da Ilha, coração de Santa Catarina, que conquista pela segurança, simpatia e natureza quase intocável.

Mas afinal, é melhor morar em Florianópolis ou Rio de Janeiro? Para compreender e se divertir com as curiosidades, confira abaixo.

Semelhanças entre morar no Rio de Janeiro e Florianópolis

Estilo de vida

Florianópolis e Rio de Janeiro são dois dos destinos mais procurados pelos turistas durante o verão. As duas cidades casam tem belezas naturais diversas, praias e muitas atividades ao ar livre. 

As semelhanças entre elas são muitas e a certeza é uma: Floripa e Rio são ótimas escolhas para aproveitar o sol e os meses mais quentes do ano.

Moradores e turistas aproveitam os calçadões e as orlas das lagoas para caminhar, correr, patinar ou pedalar, ou apenas para curtir o movimento. Em Florianópolis, os pontos mais populares são a Lagoa da Conceição e a Avenida Beira-Mar Norte. Já o Rio de Janeiro tem a Lagoa Rodrigo de Freitas e uns dos calçadões mais famosos do mundo: Copacabana.

Outra semelhança entre as duas cidades está na prática do voo livre. Seja de parapente ou de asa-delta, é uma oportunidade observar lindas paisagens de uma maneira inesquecível. Tanto no Rio como em Floripa há muitos morros onde é possível executar esses voos.

Educação

Para quem está pensando em mudar de cidade para estudar, ambas as capitais estão no topo do ranking das melhores universidades do Brasil. Floripa é considerada a “Ilha do Silício”, o que aumenta as chances de conseguir um bom estágio no ramo da tecnologia ou em uma Startup. 

O Rio de Janeiro abriga a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Os cursos de Medicina e Direito figuram entre os melhores do país, de acordo com o ranking universitário Folha.

Embora a Petrobras tenha sentido muito a crise causando desempregos massivos, a empresa ainda oferece oportunidades para quem se interessa por engenharia, ciências naturais, administração e saúde. 

Turismo e Lazer 

O turismo é um ramo muito procurado por ambas as cidades, principalmente por estrangeiros. O clássico passeio no Pão de Açúcar ou visitar o Maracanã ainda são destinos desejados por muitas pessoas.

Floripa tem o Caminho da Costa da Lagoa, onde é possível trilhar a pé ou ir de barco, costeando e admirando a Lagoa da Conceição. Sem falar que a Ilha tem inúmeros pontos de conservação, o que torna a cidade bela e limpa como um todo.

Segurança 

Como nem tudo são flores, lamentavelmente, a topografia acidentada com morros que recortam encostas de mar, em ambas as cidades, dificulta o acesso da polícia nos pontos críticos. 

Nesses cenários, surgem os líderes comunitários na figura dos traficantes que dominam a população através do comércio de drogas, do monopólio de artigos úteis ou do escambo. Essa já é uma das marcas registradas do Rio e que também está crescendo, ainda que em menor número, em Floripa.

Custo de Vida 

Em relação ao custo de vida do Rio e de Florianópolis, ambas as cidades estão entre as mais caras para se viver no país. A diferença é que o Rio de Janeiro tem itens que realmente pesam no bolso, como por exemplo, a gasolina, que é uma das gasolinas mais caras do Brasil, uma contradição para a cidade que possui petróleo, e a moradia, que é altíssima, principalmente nas regiões mais seguras.

Carisma 

Ambas as cidades são famosas pelo jeitinho de ser dos moradores locais. Os cariocas, apesar da má fama nos atendimentos e serviços, é o “sangue bom”, cheio de suingue e malemolência de um jeito que só o carioca sabe.

O manezinho é aquela figura caricata que se veste de chinelo de dedo e bermuda, camiseta combinando com o boné do Avaí Futebol Clube e chega alegre soltando a frase “ôô minha quirida, taix boazinha?”. É super gentil, bem humorado e tem sempre uma piada na ponta da língua pra contar. 

Diferenças entre as capitais

Qualidade de Vida

A capital carioca perde – e muito – no quesito segurança. Não é raro encontrar cariocas morando em Floripa, que abandonaram o Rio em busca de paz e sossego. A lista de migrantes é bem grande, dizem as más línguas que tem até ex-BBB que trocou morar no Rio de Janeiro por Florianópolis. 

É possível que tenha sido o Rio o responsável por introduzir os termos “arrastão” e “saidinha de banco” no vocabulário criminal brasileiro. Brincadeiras à parte, é difícil andar plenamente seguro no Rio, principalmente nas regiões norte e oeste. Esse clima de tensão e medo diminui muito a qualidade de vida de quem mora lá. 

Copacabana, por exemplo, onde tem a estátua do Carlos Drummond de Andrade, é até motivo de piadas como que se você não foi assaltado lá, é porque você não conheceu o Rio direito. O próprio óculos na estátua de Carlos Drummond já foi furtado várias vezes.

No ano de 2018, houve mais de 3 mil tiroteios na cidade do Rio, somando uma média de 319 tiros por mês. Ao todo, uma pessoa perdeu a vida a cada dois dias em decorrência de conflitos armados.

Em contraste, Florianópolis lidera nos rankings das capitais mais seguras para viver no Brasil. É possível sair e deixar a janela do quarto aberta, ver crianças brincando na rua até tarde e, principalmente, não há atuação de milícias dentro da cidade, como acontece no Rio. 

Mercado de Trabalho

No mercado de trabalho, as notícias não são das mais favoráveis para o Rio de Janeiro.

Afetado pela crise econômica, o mercado de trabalho do Rio tem registrado crescimento expressivo no número de desempregos. O cenário difícil impacta o empreendedorismo, com redução do número de empregadores e indícios de migração de trabalhadores com carteira assinada para o trabalho autônomo. 

Florianópolis conteve a crise por conta das mais de 900 empresas do segmento tecnológico e oferece muitas oportunidades nas áreas de apoio como o financeiro, atendimento, recursos humanos, entre outros. Além disso, o estado de Santa Catarina é abençoado por ter as menores taxas de desemprego no país. 

O que você deve levar em consideração ao escolher morar em Florianópolis ou Rio de Janeiro, em primeiro lugar é se você se simpatiza com a cultura e a rotina de cada cidade.

É essencial para quem vai mudar buscar o máximo de informações possíveis sobre o novo local. Você pode fazer isso por meio de pesquisas na internet, pesquise dicas sobre os bairros. Converse com pessoas que já moraram por lá, mas o ideal é fazer uma visita à cidade antes da sua mudança definitiva.

Procure saber mais sobre os principais bairros, o transporte público, a segurança e a infraestrutura da cidade. Informe-se sobre o custo de vida, as características e os atrativos da cidade, bem como os problemas. 

Dessa forma, você terá suas próprias impressões sobre o local, estará precavido e se sentirá mais seguro para fazer sua mudança.

Se você está escolhendo onde irá morar para estudar fora da sua cidade, temos um post especial em que damos várias dicas.

Também temos uma seleção de post que explicamos como é morar nos principais bairros de Florianópolis, não deixe de conferir.

A Unil Imóveis atua há mais de 30 anos no mercado imobiliário e você poderá contar com a ajuda facilitada de um corretor especialista na cidade.

Unil Imóveis