(48) 3901-2000
vendas@unilimoveis.com.br CRECI 1162J

Morar em Porto Alegre ou Florianópolis? Quais as vantagens de cada cidade

12 mar 2020

Morar em Porto Alegre ou Florianópolis? Quais as vantagens de cada cidade

A Unil elaborou uma seleção de textos pra lá de especiais para quem quer descobrir quais são as melhores cidades para morar no Brasil!

Destacamos na nossa escolha critérios como a qualidade de vida, educação, urbanismo, oportunidades de trabalho, opções de lazer e também as cidades que recebem destaque em razão das paisagens naturais.

Neste post, iremos falar sobre como escolher se deve morar em Porto Alegre ou Florianópolis e quais são as vantagens de cada cidade. Com toda a certeza você irá encontrar o local ideal para morar!

Aproveite a leitura.

Porto Alegre ou Florianópolis?

1. Características

Porto Alegre é a capital do Rio Grande do Sul e foi oficialmente fundada no dia 26 de março de 1772. Ela é caracterizada por ser a capital mais meridional (ao sul) do Brasil e ocupa uma área de planície, circundada por 40 morros e limitada pela orla fluvial do lago Guaíba, com 72 km de extensão.

De acordo com o censo do IBGE de 2010, Porto Alegre contava com uma população de 1,4 milhão de pessoas que estão divididas entre os e 84 bairros do município.

A região metropolitana é conhecida como Grande Porto Alegre, contempla um total de 34 municípios, perfazendo uma população de aproximadamente 4,28 milhões de habitantes. Isso faz com que a Grande Porto Alegre seja a quinta região metropolitana mais populosa do Brasil.

Seu desenvolvimento começou cedo, em torno de 1845, devido ao porto no lago Guaíba. Atualmente, o porto é um dos principais pontos que une o Mercosul. 

Cenário de importantes capítulos da história do país, Porto Alegre foi o principal centro de operações durante a Guerra do Paraguai (1865-1870) e palco da Guerra dos Farrapos (1835-1845), lembrada até hoje no hino da cidade e nos desfiles. 

Florianópolis, por sua vez é uma das três ilhas-capitais do Brasil, no estado de Santa Catarina. Banhada pelo Oceano Atlântico, localiza-se no centro-leste do estado. Grande parte de Florianópolis (97,23%) está situada na Ilha de Santa Catarina, possuindo cerca de 100 praias, consideradas também as continentais.

Segundo estimativa do IBGE, possui uma população de 500 mil habitantes, figurando como a segunda cidade mais populosa do estado, superada apenas por Joinville. Sua região metropolitana possui aproximadamente 1.012.831 habitantes. 

A imagem “cartão-postal” que a identifica é a famosa Ponte Hercílio Luz, inaugurada em 1926, apesar de ter sido a primeira ligação rodoviária entre a ilha e o continente, ficou pronta somente em 2019.

2. Qualidade de vida 

Para mensurar a qualidade de vida das duas cidades, utilizamos três fatores: 

1) Bem-estar individual: boa saúde física, mental e emocional, que diz respeito ao estilo de vida privado;

2) Coletivo (ambiental ou territorial): formam a qualidade no âmbito comum, como viver em segurança, a prática de bons hábitos e a oferta de serviços de qualidade.

3) Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): são computados fatores como educação (anos de estudos), longevidade (expectativa de vida) e Produto Interno Bruto (PIB).

Porto Alegre é a única cidade do Rio Grande do Sul que está entre os 50 municípios com melhor IDH do país. Os dados do estudo indicam que a capital ocupa a posição de número 28º lugar no ranking, com 0,805.

Florianópolis destaca-se por ser a capital brasileira com o melhor índice de desenvolvimento humano (IDH), da ordem de 0,847, segundo relatório divulgado pela ONU em 2010

A capital gaúcha é uma das mais arborizadas do país, ao mesmo tempo em que conta com uma urbanização expressiva nas áreas centrais. Com várias opções de lazer, como tomar chimarrão no gramado do Parque Farroupilha, contemplar um pôr do sol espetacular no Gasômetro, comer um xis caprichado na Cidade Baixa e curtir as atrações culturais diversas, a cidade atrai famílias de todo Brasil.

Se você estiver preocupado com a educação, Porto Alegre possui uma grande variedade de faculdades e universidades, tanto públicas como particulares.

Além disso, a cidade apresenta uma cultura riquíssima, com inúmeros centros culturais e teatros. Recebe destaque também a vida noturna de Porto Alegre, com inúmeros bares para aproveitar o happy hour com os amigos.

A desvantagem é que Porto é uma cidade muito voltada para a rotina de trabalho, é agitada e estressante no dia a dia. 

Ao contrário de Floripa que é menor e respira tranquilidade, em sua maior parte. Cercada de belas praias, vegetação, casas e prédios baixos, é possível viver na paz e no aconchego, com ar limpo e cercado de natureza.

É comum ver crianças brincando nas ruas até tarde, coisa que não se vê em Porto, a não ser em condomínios fechados. Essa tranquilidade faz toda a diferença até no humor das pessoas, que é bem diferente nas duas capitais. 

Ao comparar as duas cidades, Porto Alegre deixa a desejar também no quesito segurança, sendo considerada a sétima capital mais violenta do país. Já Florianópolis, está entre as menos violentas.

O estilo de vida saudável é a marca registrada da capital Catarinense. Feiras com alimentação orgânica, pessoas andando de bicicleta, restaurantes com alimentação de qualidade, cultura da paz e amor, diversas academias espalhadas pelos bairros e lugares incríveis para praticar surf, corrida ou fazer trilhas, fazem com que Floripa, sem sombra de dúvidas, dispare muito à frente de Porto no quesito qualidade de vida. 

Em educação não é diferente. Floripa apresenta uma taxa de escolarização entre 6 e 14 anos em 98,4%, além de uma taxa de alfabetização acima dos 15 anos em 99,2%, comparável aos níveis de Alemanha, Canadá e Dinamarca. Isso a torna a capital mais alfabetizada do Brasil.

3. Mobilidade 

O destaque de Porto Alegre é que ela apresenta um sistema de transporte muito diversificado, com ônibus municipais e intermunicipais, ar condicionado nos ônibus, metrôs e lotações. Um ponto muito positivo para a cidade, visto que você consegue se locomover bem e para qualquer canto que precisar. 

O porto alegrense é muito educado e não tem aquele clima estressante nos horários de pico dentro dos ônibus ou metrô, comum em outras cidades, como São Paulo, Rio de Janeiro ou Curitiba, que todo mundo esbarra em todo mundo. 

O aplicativo Uber funciona muito bem em Porto, tem muitos motoristas disponíveis e eles chegam rapidinho. 

A maior desvantagem de Florianópolis é o transporte público precário, então, não conte com ônibus em hipótese alguma, a não ser que você esteja com tempo sobrando e queira passear. 

A falta de estrutura do Governo aliada ao fato da Ilha ser geograficamente estreita, impossibilitam a construção de ruas paralelas para desafogar as principais vias, ou seja, só tem uma rua pra ir e é a mesma pra voltar. O trânsito é lento principalmente em alta temporada, que o número de turistas costuma aumentar. 

A grande sacada para quem mora na Ilha é morar perto do local onde trabalha e/ou estuda e assim, é fácil evitar esse transtorno. 

Os moradores da Ilha são preocupados com a saúde e meio ambiente e optam por fazer pequenas tarefas, como ir ao mercado ou banco, de bicicleta ou a pé. Alguns lugares da Ilha são acessíveis por barco e o trajeto são únicos e paradisíacos, como é o caso da Costa da Lagoa. Isso traz muito charme e tranquilidade para os bairros, sem aquele ritmo acelerado e tenso de cidade grande. 

O notório de Floripa, digno de ser copiado em outras cidades, são as caronas solidárias. A cultura da carona surgiu em meados dos anos 70, quando os primeiros hippies chegaram e construíram algumas comunidades. 

Hoje, a carona está consolidada como um meio alternativo, principalmente entre jovens e universitários. Não é raro ver estudantes “puxando o dedão” nos arredores da UFSC, Udesc e Lagoa da Conceição, com suas plaquinhas feitas de papel de caderno. 

Além de ser uma prática barata e sustentável, dá para fazer novas amizades e ficar à disposição de ajudar outras pessoas.

4. Mercado de trabalho

Porto Alegre é uma cidade rica comercialmente. Possui tudo o que uma grande cidade tem: oferta de serviços, competitividade e preços altos, porém oferece toda a gama de profissões para se trabalhar. 

O mercado de trabalho é forte e consolidado, é um pouco mais difícil criar um empreendimento do zero, mas nunca falta emprego, principalmente no ramo comercial. 

Já Florianópolis é uma cidade que encontra-se em expansão no mercado, com uma das menores taxas de desemprego no Brasil. 

De uns anos para cá, Floripa tem sido chamada de “Ilha do Silício”, com investimento estatal e privado para se tornar um pólo tecnológico de ponta. Há demandas grandes por desenvolvedores back-end e front-end. 

A cidade atrai empreendedores e nômades digitais, freelancers, coachings, terapeutas e desponta na liderança de startups entre todas as capitais brasileiras.

Então, você deve morar em Porto Alegre ou Florianópolis?

Porto Alegre e Florianópolis são ótimas capitais, ambas com suas vantagens e desvantagens, claro. 

É impossível obter perfeição num único lugar então, a escolha a ser feita vai depender muito do estilo de vida que você for optar.

Se você gosta de uma vida mais agitada na cidade grande, com vida noturna, agenda cultural lotada e rotina de trabalho intensa, a sua opção é Porto Alegre, sem hesitar.

Agora, se você quer saber como é viver no litoral, em uma casa de frente para o mar e ainda com a chance de investir no seu futuro trabalhando com empresas de ponta ou estudando nas melhores faculdades do Brasil, seu lugar é Floripa. 

Se a dúvida “morar em Porto Alegre ou Florianópolis?” ainda paira na sua cabeça, consulte nosso guia de custo de vida em Florianópolis e compare os preços com os de sua cidade. 

Você vai ver que morar em Floripa não é tão caro assim como as pessoas falam. 

Nós da Unil imóveis estamos atuando há 30 anos no ramo imobiliário e temos ótimas opções de moradia em Floripa.

Unil Imóveis